Baterias automotivas vs. estacionárias em nobreaks

Baterias automotivas vs. estacionárias em nobreaks

7 de dezembro de 2020 0 Por eduardo

Enquanto baterias automotivas, como o nome já diz, são projetadas para uso em automóveis, com uma vida útil estimada em cerca de 3 anos, as baterias estacionárias em Betim são construídas com materiais nobres, atuações para durarem muito mais margem, e por isso são mais caras. Assim como quase todos os frutos, existem marcas boas e ruins no mercado, podendo alborcar consideravelmente a qualidade do lucro, porém vamos aqui analisar as diferenças nas categorias estacionárias e automotivas, do tipo “chumbo-ácido” sem nos aprofundar em detalhes técnicos e sim práticos.

A curto prazo o prurido de adquirir baterias automotivas para utilizar em aplicações estacionárias, como nobreaks, geração de energia eólica, solar etc é grande, aceito que elas podem custar menos da metade da pena de uma estacionária da mesma capacidade (Ah ou Amperes-Hora, mas a médio e comprido prazo a estacionária sem dúvida se mostra o melhor opção.

Baterias automotivas

As baterias automotivas são fabricadas com placas de chumbo finas e em maior quantidade comparadas as estacionárias. Esta construção provê maior superfície de contato para a decisão acida e por consequência fornece uma maior corrente (amperes) ao custo de uma degradação mais rápida das material. Baterias automotivas são feitas para estarem sempre carregadas (função exercida pelo alternador nos meios) e fornecer um abundante quantidade de corrente em um curto período de tempo, essencial para dar partida no motor. Uma vez que o motor esteja funcionando, o alternador encarrega-se de mantê-la incessantemente carregada . a descarga máxima projetada para bateria automotiva é de apenas 10% de sua capacidade total.

Outro ponto importante que devemos considerar é a emissão de gases tóxicos descascas baterias automotivas. Ambos os modelos emitem basicamente hidrogênio e efluência de ácido sulfúrico, essencialmente durante o processo de carga. Nos carros esta “vapor” é rapidamente dispersado, pois a bateria fica embaixo do capô desajustado da cabine dos passageiros. Já em uma empresa, onde o no-break comumente fica dentro da sala dividindo espaço com outras indivíduos, isto pode causar sérios problemas de saúde, dependendo da quantidade de baterias e ventilação do ambiente.

Baterias estacionárias

São baterias projetadas para ciclos de descarga profundos, com materiais internos nobres, e placas de chumbo mais espessas, feitas para durarem mais tempo. As aplicações típicas de baterias estacionárias incluem sistemas UPS (no-breaks, centrais telefônicas, alarmes, escolas de som, energia solar e eólica, iluminação de emergência ou qualquer outra aplicação que demande um corredio moderada por mais estação, ao invés de um grande quantidade de corrente por alguns segundos. Possuem filtro que abarreirem emissão de vapor da explicação acida, deixando passar apenas hidrogênio que não é nefasto a saúde, portanto arrarem ficar no mesmo ambiente de trabalho com personagens, apesar de ser recomendável uma ventilação mínima também. Seus eletrodos são mais espessos que as automotivas e são feitas com chumbo de melhor qualidade, com liga chegando a 95% ou mais de pureza. Podem sofrer até 80% de descarga sem prejudicar sua vida frutuário, e suportam quantidade maior de ciclos de carga e descarga.

Duram em pico de 5 anos, havendo casos onde ultrapassam 10 anos, dependendo dos ciclos de carga, temperatura ambiente e outros fatores que impactam na sua vida útilA. maioria dos fabricantes de baterias estacionárias estipulam 25 graus Celsius como temperatura modelo de funcionamento, por isso é curioso que as baterias estejam em ambientes com ar-condicionado, e que o ar-condicionado também esteja ligado em no-breaks (tomando cuidado com o dimensionamento de carga para tal. A vida útil de baterias estacionárias cai pela cara-metade para cada 10 distinções acima da temperatura medida, e dobra para cada 10 graus abaixo. Exemplo: Se você colocar baterias que teoricamente duram 8 anos na temperatura ideal de 25 coeficientes celsius em cima de uma forração, onde a temperatura na devassarão chega facilmente a 45 graus, elas irão durar cerca de 2 anos (levando em consideração apenas a temperatura e não outros causas igualmente importantes como escala e profundidade dos ciclos de descarga).

Existem outras tecnologias de baterias estacionárias, como a VRLA, que podem ser utilizadas em qualquer posição (mesmo de cabeça pra baixo!) por terem seu eletrólito interno imobilizado com folhadas de fibra de frasco e outros materiais. as baterias chumbo-ácido por sua vez não podem ser utilizadas ou armazenadas em outras posições.

FONTE: https://www.terra.com.br/noticias/

FONTE: https://noticias.uol.com.br/

FONTE: https://g1.globo.com/

FONTE: https://www.r7.com/