O que é tratamento convencional

13 de dezembro de 2019 0 Por eduardo

A apreensão da água na Época de Tratamento de Água (ETA) é realizada de duas formas: apreensão breve em mananciais (Ribeirão dos Porcos e Represa do Fucci) e apreensão subterrânea ( Despenhadeiro Interessante “Emílio Rodrigues”).


Tratamento


A Época de Tratamento de Água (ETA) recebe a água coletada dos mananciais de superfície, para ganhar um tratamento assente.


São realizadas análises de coloração, turbidez, ph e ensaios de floculação (jar test) na amostra de água in natura no qual é adicionada, a partir de bombas dosadoras, saída de cal hidratada para revisão de ph.

Posteriormente é adicionada saída de sulfato de alumínio ferroso para aglomerar as partículas de impurezas da água e é realizado uma pré-cloração com hipoclorito de sódio na canaleta de aparecimento da água.


Coagulacão e Floculação


A água chegando à ETA recebe a acrescentamento de saída de cal hidratada, saída de sulfato de alumínio ferroso e pré- cloração e nos 4 floculadores, padece espalhafato lenta e mais ágil para que as partículas de impurezas se aglomerem em pequenos flocos mais densos que a água e irão se fiar no fundo dos decantadores.


Entre os floculadores e os 2 decantadores há uma taipa de madeiro com furos alternados que diminui a rapidez da água ao entrar nos decantadores no qual pode-se observar 4 zonas dentro dos decantadores:

Saiba Mais: As unidades de tratamento são dimensionadas em módulos com capacidade de clarificação


Brega de turbilhonamento: os flocos nessa brega estão desordenados e com movimento ;


Brega de decantação: os flocos já começam ir para o fundo do decantador;


Brega de alívio: os flocos estão quase sem movimento (decantados);


Brega de melhoria: os flocos que pela série de interferências físico-químicas não conseguiram decantar, sobem para a superfície do decantador e caem na canaleta que conduz aos 4 filtros de cálculo (com camadas de pedra e cálculo de distintos granulometrias – coação ) que se encarregará de reter esses flocos ou partículas sólidas, ocorrendo a coação da água para um cisterna ilegítimo dentro da ETA, que no momento em que essencial, recebe nova porção de cal hidratada para a revisão do ph, nova porção de hipoclorito de sódio para a revisão do cloro, acrescentamento de flúor (fluossilcato de sódio) e é bombeada para os reservatórios da ETA; de no qual é distribuída a água para a indivíduos por peso.

Cloração


A cloracão consiste na desinfecção das águas (é o processamento em que se usa um intermediário químico ou não, no qual se possui por propósito a extinção de microorganismos patogênicos existentes na água ), sendo empregado o hipoclorito de sódio originado na ETA.


A acrescentamento de todos os produtos químicos usados no tratamento é feita a partir de bombas dosadoras e controlados pelo laboratório por meio de de análises:


ph, coloração, turbidez, cloro residual desocupado ( de momento em momento ); na água da canaleta ( coalhadura ), nos decantadores, na água filtrada sem revisão e com revisão, caixa das pedras, jart test na água in natura ;


fluoreto (fluossilicato de sódio) na água da saída dos sistemas de subdivisão.

O ph e o cloro residual desocupado é ponderado similarmente na saída do sistema de subdivisão de momento em momento.


A ETA similarmente recebe água subterrânea do Despenhadeiro Interessante “Emilio Rodrigues” – Jardim Residencial Laranjeiras, cuja água recebe acrescentamento somente de cloro (hipoclorito de sódio) e Flúor (fluossilicato de sódio).


Os filtros de cálculo são lavados mecanicamente por investimento de movimento (contra-corrente), uma vez ao dia ao longo a noite e à cada quinze dias com posto lavajato.


O laboratório faz o controle de qualidade, a partir de análises de cloro residual desocupado no cavalete das residências em pontos finais, intermediários e início da barga de subdivisão de água do município, de maneira que sejam analisados todos os setores ao longo o mês, atendendo à leis atual no país.


Análises de Controle


Consistem em corporificar análises de cloro residual desocupado, afoiteza do ph, coloração, turbidez, flúor, temperatura da água e do ar, da água do sistema de subdivisão, cloro residual desocupado, afoiteza do ph, coloração e turbidez da barga de subdivisão (cavalete da aposento ), e análises microbiológicas (coliformes totais, fecais e bactérias heterotróficas).


O Controle de Qualidade da água distribuída para a indivíduos é realizado todos os dias pelo Laboratório da ETA e por mais Laboratórios credenciados para reparar a Pórtico MS 2914.


No tratamento da água são usados alguns produtos químicos. Veja quais os produtos usados e qual a ofício de cada um em todo processamento:


Sulfato de Alumínio ferroso granulado – intermediário coagulante das impurezas da água.


Cal Hidratada – revisão do ph da água.


Fluossilicato de sódio – acrescentamento de flúor á água ( prevenção de consumição dentária infantil ).


Hipoclorito de Sódio – intermediário anti-séptico.

FONTE: https://www.r7.com