Make Up Your Styles

por Dani Zaccai

Guia de Viagens: Las Vegas – Dia 3 (Venetian + Caesers + The Mirage + NY-NY)

Guia de Viagens

Nosso último dia em Vegas começou no Caesar’s Palace, hotel inspirado na arquitetura e atmosfera da Roma Antiga e nos tempos de glória da Grécia. Nossa primeira parada no hotel foi na CheeseCake Factory, para um café da manhã delicioso.

A CheeseCake Factory fica de frente para o Acquarium (você consegue vê-lo no fundo das fotos acima!), um aquário de 50 mil litros de água salgada! Bem bonito, mas não desviaria do meu caminho para vê-lo. Como a CheeseCake factory é parada obrigatória, já dá uma olhadinha no aquário, né?

Lá no Caesar’s tem um shopping gigante, chamado The Forum Shop, que é belíssimo e retrata um antigo bairro romano, sob um céu artificial cuja luminosidade varia de manhã à noite.

É neste shopping que você encontra a Inglot e a Fresh, lojas que comentei em posts anteriormente.

Saindo de lá, seguimos para o The Mirage, um hotel que mais parece um oásis, com muitas quedas d’água e belas árvores. Nos começamos o passeio no hotel no Siegfried & Roy’s Secret Garden and Dolphin Habitat, quase que um mini zoológico, que habita felinos e golfinhos. Para entrar, o valor é U$20, mas eu não achei que valeu. Os golfinhos fazem poucas brincadeiras, e no resto do tempo só nadam de um lugar para outro na piscina, e os felinos estavam bem devagar. Ele funciona das 11:00 às 17:00.

O Mirage ainda tem o Volcano, um grande vulcão que cospe fumaça e fogo em um caloroso espetáculo, que  entra em erupção de hora em hora das 20 h à meia-noite. Acabei não vendo porque fui pela manhã, mas é grátis.

O fim da noite foi no NY-NY, hotel que inclui na sua fachada vários prédios que se assemelham ao céu da cidade em que foi inspirada. Em frente ao casino há uma piscina imitando o Porto de Nova Iorque e com uma réplica da Estátua da Liberdade. Outra atração do hotel é a montanha russa, uma das mais tensas que eu fui, porque é de madeira, e parece que ela vai desmontar. Mas, a vista do carrinho é linda, dá para ver a strip inteira iluminada. O valor do passeio é U$14 cada ida. Ainda no NY-NY, existe o famoso bar Coyote Ugly (inspirado no filme de mesmo nome, no Brasil chamado Show Bar), um estilo diferente de bar country onde jovens garçonetes divertem o público com suas técnicas artísticas e sensuais – acabamos não entrando porque estávamos cansados, tinha fila e sinceramente eu não gosto de lugar assim.

Essas são as minhas dicas de Las Vegas meninas! Gostaram?



Guia de Viagens: Las Vegas – Dia 2 (MGM Grand + Lojas M&M + Bellagio)

Guia de Viagens

Para o segundo dia de Las Vegas, escolhemos começar a manhã no hotel MGM Grand, o maior hotel do mundo. No meio do hotel tem uma jaula gigante, toda transparente de vidro bem espesso, onde você consegue ver os leões que moram lá, o Lion Habitat. Há também uma passarela também de vidro sobre a entrada da loja de presentes do hotel, um dos melhores locais para se ver os leões, que parecem ser super bem cuidados. Esta é uma das diversas atrações gratuitas à disposição dos turistas em Las Vegas.

Mas, para mim, a parte mais legal deste hotel foi o CSI: The Experience, uma experiência única, baseada na série de televisão, a atração funciona como um jogo interativo em que você faz o papel de um policial forense. São três crimes disponíveis e um dos funcionários te indicará qual delas você precisará desvendar. Você passa pela cena do crime, onde você deve fazer anotações (no começo da atração você recebe uma prancheta e um de um bloquinho com lacunas para preencher) para descobrir o assassino.

Ao final, você manda um relatório para o Grissom, que, em ví­deo, faz perguntas e, caso você resolva o caso, lhe dá os parabéns, e você ainda pode comprar seu diploma de CSI personalizado. Existem diversas turnês ao dia, todos os dias, das 9:00 as 21:00, com a última entrada as 19:30, já que dura de 60 a 90 minutos. Quem não tiver seu ticket já comprado (agendado),  deve esperar a turnê disponível. O preço por pessoa é U$ 28 e vale cada centavo.

Quando acabamos já era hora do almoço e fomos comer no Rainforest Café, um restaurante incrível – como se você estivesse na selva, você escuta barulho de todos os tipos de animais (elefantes, macacos, …) que se mexem de vez em quando, e com muita vegetação densa. O maior destaque são para as tempestades tropicais, que ocorrem a cada 25 minutos. Faz você se sentir como se você estiver jantando em uma floresta real! Antes de sair, vá conhecer o aquário de 10.000l e a lojinha próxima,com objetos, roupas e bichos de pelúcia disponíveis para compra.

Saímos de lá para conhecer as lojas da M&M’s e da Coca-Cola. A loja M&M é simplesmente um sonho, com alguns andares e muitos chocolates!

De lá, seguimos para o The Venetian, o hotel mais bonito de Las Vegas, na minha opinião, apresenta um exclusivo design temático italiano. Você pode passear pelas ruas em estilo italiano ou descer o Grande Canal, em uma autêntica gôndola veneziana, que funciona das 10:00 às 23:00, e o valor por pessoa é U$16. Se quiser uma gôndola privada para casal, o valor é U$64. Com uma riqueza de detalhes impressionante, o em­preen­di­mento re­produz as principais construções da Sereníssima, como a Praça São Marcos, o Palá­cio Du­cal, o Cam­panário e a Pon­te Rial­to. Dentro do hotel está o The Grand Canal Shoppes, um shopping em que a réplica da Praça de São Marcos marca seu ponto central.

Neste hotel também tem um Madame Tussauds, museu de cera natural de celebridades, mas como eu já havia visitado o de Hollywood, Los Angeles, resolvemos não ir neste.

O fim do dia foi no Bellagio, hotel foi inspirada pelos Resorts do Lago de Como na Itália. Hoje é um dos hotéis mais luxuosos dos Estados Unidos. Um dos destaques do hotel é sua estufa, que é modificada a cada 5 anos e apresentam 5 temáticas diferentes: primavera, verão, outono, inverno e ano-novo chinês. O Conservatory, como a estufa é conhecida nos EUA, apresenta centenas de flores e árvores raras de todos os EUA lindamente dispostas em 1288 m2 sob um teto de vidro de 17 m. quando fui era época de frio e natal, e a decoração estava uma graça!

O segundo destaque são as famosíssimas Fontes do Bellagio,  a maior atração da Strip de Las Vegas, um espetáculo luminoso que envolve as fontes do lago artificial do hotel com performances audiovisuais.O espetáculo acontece com hora marcada, de 30 em 30 minutos durante a tarde e de 15 em 15 minutos durante a noite.

O Bellagio ainda é a sede do espetáculo “O” do Cirque de Soleil Foi onde acabamos a noite. Para ser sincera, não gostei do espetáculo – achei extremamente monótono, e longo.



Guia de Viagens : Las Vegas – Dia 1 (Paris + Placa Luminosa + Red Rock)

Guia de Viagens

Quando em Vegas, prepare-se para andar bastante. Os hotéis na Strip são bem próximos um dos outros, mas como são muito grandes, as andadas são longas! Fomos no frio, e sair na rua era bem difícil! O primeiro hotel que visitamos (depois do nosso) foi o Paris Las Vegas, cujo tema é, obviamente, Paris – lá você encontra réplicas de pontos turísticos famosos da capital francesa: A Torre Eiffel (metade do seu tamanho original), o Arco do Triunfo (2/3 do seu tamanho original) e a Fontaine des Mers, como a existente na Praça da Concórdia.

A fachada frontal do Paris faz lembrar simultaneamente o Louvre e a Opera de Paris. Lá dentro o cassino é bem colorido, e tem uma loja de doces que é uma perdição. Há a possibilidade de subir na Torre também, e nós fomos para ver a Strip de cima – a vista é linda! A torre fica aberta das 9h30 à 0h30 e cobra en­trada de US$ 10,50 (visita durante o dia) e US$ 15,50 (à noite).

Do Paris, fomos conhecer a famosa placa luminosa “Welcome to the Fabulous Las Vegas”. Apesar de ficar na continuação da Strip – passando pelo Excalibur Hotel, depois Luxor Hotel e Mandalay Bay Hotel, você chega nela, mas a melhor forma de chegar lá é de carro, porque é uma longa caminhada. O local da placa possui estacionamento para 12 carros – parece pouco, mas como o pessoal não fica muito tempo lá (você tira foto e vai embora!), a rotatividade é alta! A visita é gratuita, assim como tirar fotos com ela.

Mas fique ligado: atualmente existem pessoas e personagens que ficam no local para “ajudar” os turistas, mas, ao devolver sua câmera depois de tirar sua foto, esperam por uma gorjeta. Anote aí o endereço certo da placa é 5100 Las Vegas Boulevard South; e vale muito a visita.

Finalizamos a noite no cassino do hotel Red Rock, que ficamos hospedados pelos dois primeiros dias. Lá, não tem o agito dos cassinos da Strip, é um lugar mais chic, e a experiência é diferente dos outros cassinos que visitamos.

Amanhã tem mais posts sobre Las Vegas! Beijo!



Guia de Viagens: Las Vegas – Onde ficamos e Onde Comprar

Guia de Viagens

Nos saímos de Los Angeles em direção à Las Vegas no dia 26 de Dezembro – pegamos transito e nossa viagem durou em média 6 horas. Chegamos já estava escuro e chegar na cidade e ver suas luzes é simplesmente sensacional.  Que cidade linda, e que energia!

A viagem foi cansativa e a única coisa que fizemos foi o check in no hotel. Acho que comentei para vocês que eu fiquei em dois hotéis quando estive lá – as duas primeiras noites no Red Rock (mostrei o banheiro dos sonhos neste post!), e depois no Excalibur. Minha mãe e irmão ficaram direto no Excalibur, que fica localizado na Strip. Ele é inspirado na lendária espada do Rei Artur, e tem  formato de um castelo medieval, onde fica o cassino e a recepção. São duas torres, uma de cada lado, que é onde ficam os quartos. Ele é um dos hotéis com melhor custo benefício – fica na strip e não é tão caro.

Nas duas torres, o quarto é bem grande com camas king size – a diferença entre elas é que uma é mais nova, mais moderna (o preço entre elas varia!). A praça de alimentação de lá é bem legal também, com diversas opções: Mc Donalds, Pizza Hut, Starbucks, entre outras redes de fast food.

A dica para comprar em Vegas é o Outlet Premium – e lá tem dois: o North (Norte) e o South (Sul). Ambos funcionam todos os dias. Nos feriados os horários são diferenciados, portanto informe-se no site oficial. A melhor forma de chegar em ambos é por carro. Eu fui no North, e adorei. O endereço certinho é 875, S Grand Central Pkwy. São mais de 120 lojas, localizadas em 40 mil m2 – Prepare-se para andar bastante e comprar mais ainda! Eu cheguei no horário que abriu, e saímos quando fechou, conseguimos ver tudo, mas passamos o dia lá! 🙂

Quarta feira tem mais dicas de Vegas!



O banheiro dos sonhos

Guia de Viagens

Durante a minha viagem, me deparei com algo que não esperava encontrar: o banheiro dos meus sonhos! Explico: meu namorado tinha ido pra Vegas um ano antes, a trabalho, e ficado num hotel mega chic. Ele, sortudo, foi sorteado no final da convenção e ganhou duas noites no hotel!! Já que estávamos lá, passamos duas das noites na cidade no Red Rock, um hotel mega luxuoso e bastante afastado da Strip (rua principal de Las Vegas).


O quarto era lindo, cama gigante, macia, diversos travesseiros, uma tv gigante, um closet com luzes automáticas… Tava achando tudo lindo.. Até entrar no banheiro, aí sim…Fiquei maravilhada.

Observem: são duas pias, com espaços separados, lugar de guardar toalhas separado (aposto que evita brigas de casais que moram juntos!). E o espelho na lateral, com luz acoplada para make? No ângulo certinho com as luzes do banheiro, estava perfeito!

Além disso, tinha uma super banheira.. Imagino que seria incrível, se fosse na minha casa (acho nojento usar banheiras, piscinas e afins de hotéis e meios públicos, call me crazy!).. E o espaço de box separado da banheira? Assim se alguém quer tomar banho rápido enquanto o outro relaxa, sem problemas… E o vaso sanitário separado? Privacidade minha gente, prezo como se não houvesse amanhã.  Resumindo, amei. E vocês, o que acharam? Vão copiar esta idéia?

* Não sei se tirei tantas fotos para mostrar para vocês, ou para pedir para copiar quando tiver meu próprio apartamento!


Como funcionam as taxas nos EUA? Onde é melhor comprar?

Guia de Viagens

Ai gente! Isso é um saco no país. Preciso dizer que foi uma das poucas coisas que me desagradou (além da eletricidade monstra que meu cabelo adquiriu na minha estada lá). Quando você entra numa loja, pega um produto e vê o preço, pronto, acha que é isso que vc vai pagar?! Lá não é assim. Você ainda tem que adicionar uma taxa da região, que é colocada no caixa na hora da compra.

Dependendo de onde você está, a taxa varia. Resolvi contar para vocês as taxas que eu paguei…vai que alguém faz uma viagem como a minha, pelo menos sabe onde focar as compras. As taxas são colocadas em porcentagem em cima do valor da compra, ou seja, pode variar bastante, dependendo do valor da compra. Em Los Angeles, em cada lugar peguei uma taxa, porque lá eles chamam de cidades o que eu entendo por bairro, então… Hahahah… Bom, Los Angeles tem uma taxa média de 8%, mas Beverly Hills, um bairro mega nobre de LA, tem a maior taxa que eu vi, de 8,75%.

Dei uma passeada por outras cidades, como Santa Bárbara, e peguei taxas de 7,75%. A ganhadora de taxas baixas foi a cidade de Simi Valley, que visitei porque tem um dos melhores, maiores e mais diversificados outlets da vida! A taxa lá era de 7,25%.

simi-valley-town-center

Na grandiosa Las Vegas, a taxa não muda! São sempre os mesmos 8,10% em todas as compras.

Já em NYC, a taxa é a maior que eu já vi, 8,875%! Juro, é muito cara esta taxa! Dica: dependendo do que for comprar, vale a pena ir até New Jersey, onde não há taxa da cidade!

DSC03871

Lembrando que na maioria das compras online, eles também taxam o cliente, de acordo com a taxa do local onde a sede da empresa está.

 

É isso meninas, espero ter ajudado.

* Neste post estou falando de taxas de compras no varejo (alimentação, hospedagem e afins possuem taxas diversificadas).



Página 1 de 11