Make Up Your Styles

por Dani Zaccai

Como Andar de Metro em Nova York?

From NYC

O post de hoje tem o intuito de ajudar todo mundo a andar de metro em Nova York. O metro da cidade chega em praticamente todos os pontos da cidade, e até em outros Boroughs. Para começar, vamos entender como funciona NY: são 5 Boroughs, tipo “distritos”. É difícil explicar porque não existe este conceito no Brasil, mas no mapa fica mais fácil de entender.

5 boroughs map

A primeira coisa que você vai precisar é de um MetroCard, o cartão para passar no metro e nos ônibus da cidade (atenção, nem todos os ônibus aceitam este cartão, apenas os que começam com M – que são os locais –  e custam U$2,50). Na chegada da estação você vai encontrar estas maquininhas que fazem na hora seu MetroCard – eu explico abaixo (clicando na foto, ela aumenta!).

como-fazer-metrocard

Existem algumas opções de MetroCard. Dependendo da quantidade de dias que você vai ficar por aqui, o ideal é comprar “Tempo” ao invés de “Valor”. Quando você clica em Add Time, você escolhe se quer carregar uma semana (U$30) ou um mês (U$112). Se você quiser usar duas semanas, terá que carregar uma vez para uma semana, e, quando acabar, carregar mais uma semana – não dá para carregar duas de uma vez. Lembrando que cada viagem é U$2,50 e te dá direito a uma troca para ônibus em um período de tempo (acho que duas horas). Como turista passeia muito de um lado para o outro, imagino que comprar “Tempo” seja a melhor opção.

 

Com o Metrocard nas mãos, é hora de ver para que lado ir. A maioria das linhas cruzam manhattan de Norte a Sul, cada uma em uma altura da ilha (em diferentes avenidas). As linhas N,R e Q fazem uma curva e mudam para a direção Leste/Oeste. Além desta linha, a L e a 7 cortam a ilha no sentido Leste/Oeste. As linhas B,D,F e M fazem um U, saindo do Brooklyn e acabando no Queens, passando por Manhattan.

metros-ny-linhas

Geralmente, quando a linha é Norte/Sul, os sentidos são: Uptown ou Downtown. A maioria delas acaba em outro Borough, então fica, por exemplo: Uptown & Queens (linhas 1, 2, 3, F, M, N, R e Q) ou Uptown & The Bronx (4, 5, 6, B e D). Isso quer dizer que, do ponto em que você está, você quer subir para um ponto mais alto da ilha, ou ir para outro Borough (Queens ou The Bronx). Descendo, a mentalidade é a mesma: Downtown & Brooklyn (2, 3, 4, 5, A, C, N, R, Q)

Exemplo: você está na 23rd Street, e quer ir para a 49th Street, você pega a linha N ou R, sentido Uptown & Queens (você está subindo, da 23 para 49). Se quiser ir pro Queens, o pensamento é o mesmo. Para voltar para a 23rd Street, é só pegar as mesmas linhas, sentido Downtown & Brooklyn.

exemplo

As linhas L e 7 possuem sentidos diferentes. Como elas cruzam de leste a oeste, a L por exemplo tem sentido 8th Av (que é onde ela acaba na ilha) e Brooklyn. A 7 tem sentido 42nd St-Times Square e Queens.

Ah, e entre a Times Square (lado West, altura da 8th Av) e a Grand Central (Lado East, altura da Madison Avenue), facilitando quem precisa ir de Leste a Oeste.

O metro de NY tem algumas pegadinhas. Uma delas é que, apesar de estarem na mesma plataforma, as linhas não vão para o mesmo lugar. Por exemplo: as linhas A, C e E andam juntas até certo ponto, mas a E não chega ao Brooklyn, enquanto a A e C chegam, cada uma em um ponto do Borough.

fim-da-linha

Das linhas que “andam juntas”, sempre tem local e expressa – enquanto a local pára em todas as estações, a expressa pára em apenas as pre-determinadas. Fiquem atentos, porque se vocês forem descer em uma que a expressa pára, vale a pena pegar ela porque é mais rápido.

local-express

Na rua, antes de entrar na estação, repare se embaixo dos números/letras coloridos da linha, está escrito o sentido (Uptown ou Downtown). Se tiver escrito, significa que aquela entrada só dá acesso a plataforma daquele sentido, não tem como mudar de sentido por dentro. Se errou, tem que sair, subir pra rua, e entrar novamente na entrada certa – e seu Metrocard não vai passar de novo se você comprou Tempo, porque ele sabe que você usou faz pouco tempo o cartão, e vai aparecer a mensagem “Just Used” no leitor. Se isso acontecer, vá até o guichê com um atendente e explique a situação, assim ele deixa você entrar pela saída de emergência.

sentido-metro

Aqui existem várias “Sés” – aquelas grandes estações onde diversas linhas se encontram, o que facilita bastante o trajeto. Temos a Union Square (4, 5, 6, N, R, Q, L), Times Square (1, 2, 3, 7, A, C, E, N, R, Q, S), Grand Central (4, 5, 6, 7, S).

 

Ufa! O post ficou grande, mas é porque todas estas dicas vão ajudar bastante. Outra dica é baixar dois aplicativos, que te ajudam na viagem: o Citymapper, que é tipo um google maps, mas com várias opções de rotas – inclusive ele te dá opções a pé, todas as rotas possíveis de transporte público (inclusive de ônibus), e de taxi. Todos com estimativa de tempo de chegada e o taxi com estimativa de valor. A dica é sempre salvar a rota que você escolher, assim consegue vê-la mesmo quando sem sinal (no metro, e/ou para quem só vai ter internet no wi-fi). Única coisa chata é que ele só salva uma rota de cada vez.

citymapper

O segundo é o Subway Map de Nova York. Ele não é interativo, é só um mapa mesmo do metro, mas ajuda quando você estiver sem sinal, para dar uma direção.



Dica de Restaurante em NYC: Shake Shack

From NYC

A lanchonete ou hamburgeria mais famosa de NY é o Shake Shack, assunto do nosso post de hoje.  A principal loja fica localizada no Madison Square Park, onde tudo começou! O Shake Shack começou com a proposta de um carrinho de rua, inicialmente apenas para o verão de 2001. Nos dois anos que se seguiram, os verões contaram com o carrinho de rua, que foi ficando cada vez mais conhecido. Em 2004, a barraquinha foi substituída por um quiosque permanente, que funcionou até 13 de Outubro de 2014. Este endereço está fechado até o meio de 2015 para reforma – vai ganhar mais espaço e se adequar as necessidades dos clientes. Abaixo, fotos do espaço até seu fechamento temporário para repaginação. E essas luzinhas fofas?

shake-skack-madison-square-park

Pra mim, este é o melhor de todos os endereços do Shake Shake. Costuma ter mais fila que os outros, mas o clima do lugar, comendo ao ar livre na companhia de passarinhos e esquilos, deixou a refeição mais nova iorquina ainda, aos pés do legendário Flatiron Building. Apesar de ser uma rede fast-food, todos os sanduíches são feitos na hora, e leva em uma média de 7 minutos. Depois que você paga, recebe um pager que vai tocar quando seu pedido ficar pronto.

Todos os hambúrgueres são feitos com carne Angus, o queijo americano é preparado especialmente para a rede, as hortaliças são frescas, e o pão é de batata, mais macio que o normal (mas eles não oferecem opção sem gluten!).

É vegetariano ou não come carne por algum motivo? Sem problemas, o Shake Shack tem uma opção vegetariana pra você – o Shroom Burger($6,99), onde a carne é substituída por um um bolinho de cogumelos recheado com bastante queijo, e salada (vem muita, tirei metade pra comer) no pão deles. Foi a minha escolha, junto com a batata da rede, que é mega famosa – ela é ondulada e está disponível nas opções Fries ($2,99) e Cheese Fries ($3,95), servida com queijo derretido em cima. Apesar do queijo ser gostoso, as batatas que ficam cobertas com o queijo ficam murchas, então pedi sem o queijo.

shake-skack-shroom-burger2

Meu irmão e minha mãe pediram um Hamburger duplo ($6,49) com cebola, picles, tomate e alface, e as famosas batatas!

shake-shack-hamburger

Eles ainda tem uma cerveja especial feita pela própria casa, e algumas lojas, como a do Madison Square Park tem itens feitos específicos para cachorros, como inclui biscoitos com manteiga de amendoim e creme de baunilha. Muito amor não?

shake-shack-dogs

Mesmo depois de comer sanduiche e batatas, você não pode ir embora sem provar as sobremesas.  Sorvetes são outra especialidade da casa, e o Shark Attack ($6,50) é, com certeza, um destaque.

shake-shack-sharck-attach

Você encontra 14 Shake Shacks em NY, em Miami na Lincoln Road e um em Coral Gables, além de mais dois na Florida, dois em Connecticut,um em Las Vegas, quatro em Washigton, entre outros tantos pelos Estados Unidos.

Como eu não como carne, posso dizer que as batatas são realmente de outro mundo, assim como a sobremesa. O sanduiche de cogumelos é bom, mas nada demais. Mas, marido, mãe, irmão e outros conhecidos que comem carne dizem que realmente é MUUUITO BOM! Os preços também são ótimos – dá para fazer uma refeição típica de NY, sem gastar muito!

Endereço: no Madison Square Park, proximo à Madison Ave. e East 23rd St.

Como Chegar: De metro pelas linhas N e R (estação 23rd St), e pela linha 6 (estação 23rd St).E de ônibus pelas linhas M1, M2, M3, M5 e M23.



Lugar para conhecer em NYC: High Line

From NYC

O High Line é um parque linear suspenso que foi criado em uma linha de trem antiga e abandonada! O que antigamente era uma linha de trem abandonada, inutilizada e transformado em um parque com jardins, bancos e espreguiçadeiras, deixando o lugar super agradável para um passeio, principalmente no verão!

high-line-2

O parque tem alguns mirantes, é bem bonito e gostoso de ficar um pouco e relaxar.Dizem que o por do sol lá é incrível – ainda não fui e pretendo, assim que o clima melhorar um pouco! Eles tem essas espreguiçadeiras de madeira, para você deitar e ver a vista e o pôr do sol.

high-line-mirante-por-do-sol

A vista é para o rio Hudson de um lado, e a agitada cidade do outro. O High Line tem várias entradas ao longo da costa oeste da ilha (9th, 10 e 11th Ave – depende da altura em que você está) e você vai andando e passando embaixo de prédios, hotéis e etc – bem diferente! Tem uns exibidos que adoram se trocar nas janelas – eu já vi, juro!

high-line-1

Desde que abriu, em 2009, vem aumentando sua extensão – hoje ele começa na Gansenvoort Street e vai até a 34th St (que tem um acesso na altura da rua, e sobe em rampa). Importante, nem todas as entradas tem elevador.

entrada-high-line

Eu fui no verão (tipo 35°C) e no inverno (-1°C), e como vocês podem ver nas fotos abaixo, muda muito. A vegetação, por exemplo, está verdinha no verão, enquanto no inverno as arvores estão peladas e secas.

high-line-verao-inverno

Para vocês terem uma ideia, ele foi a atração turística mais visitada de Nova York em 2012 (mais de 4,4 milhões de pessoas passaram por lá!).

É legal você usar o High Line para ir de um ponto da cidade para outro, já fazendo um passeio, é muito gostoso! Se você está próximo à 34th St, e quer ir pro bairro de Chelsea, pode ir andando com a vista do Hudson River! É legal começar ou acabar o passeio na saída da 14th St, que tem o Chelsea Market pertinho – outro ponto turístico muito legal que falarei em breve!

Endereço e como chegar:

tabela-entrada-high-line

O parque abre diariamente às 7hrs, mas muda o horário de fechamento de acordo com as estações do ano (de Dezembro a Março até as 19h, Abril e Maio até as 22h, de Junho a Setembro até as 23h, e Outubro e Novembro até as 22h). A entrada é gratuita, não pode ir com cachorro (achei idiota isso!), nem andar de skate ou patins!



Dica de Restaurante em NYC: Nobu

From NYC

O Nobu é um dos restaurantes mais conhecidos e badalados de NYC. Atualmente, possui 3 unidades em Nova York e um total de 31 restaurantes em sua rede, espalhados por diversos países e considerada por muitos a melhor culinária japonesa atual! O restaurante, além do Sr. Nobu, um japonês legitimo, conta com sócios como Robert De Niro. Eu fui duas vezes no Nobu Fifty Seven, que fica na 57th St .

Do lado de fora, ele esta quase sempre com as cortinas fechadas, e você demora para achar a porta lateral que fica na entrada de um prédio comercial – bem escondida.

nobu-outside

Na primeira vez que eu fui (e fotografei), o restaurante estava meio vazio, mas era no meio da semana e no começo do ano. Na segunda, fui no meio da semana mas em um dia “normal”, estava lotadíssimo e só sentava nas mesas (andar de cima) com reserva. Quem não tem reserva espera por mesinhas próximas ao bar, que são apertadas e o barulho é bem alto.

nobu-ambientes

Vou mostrar o que pedimos! De bebida, eu pedi um drink chamado Bellini Martini, que é uma delícia! O Dan pediu um sakê gelado e meu cunhado um sakê quente.

nobu-bebidas

Lembrando que estávamos em 5 pessoas, então tem bastante comida para mostrar! De entradinhas frias, pedimos Yellowtail Sashimi com Jalapeño, Bigeye & Bluefin Toro Tartar com Caviar e uma frutinha típica japonesa (tipo um bolinho feito de Toro, a parte mais nobre do atum), Salmon Sashimi New Style (servido com um molho muito gostoso, parecia um azeite), além de duas saladas: Field Green Salad e Heart of Palm Salad com molho de Jalapeño a parte.

nobu-entradas-frias

De entradinhas e pratos quentes, pedimos Edamame & Shishoto Pepper, um Black Cod (bacalhau negro), e como não comemos camarão, mas um dos pratos mais famosos do Nobu é o  Rock Shrimp Tempura com Creamy Spicy Sauce, pedimos para eles substituírem o camarão por peixe branco, e experimentamos o Peixe branco tempura com o molho.

nobu-entrada-e-pratos-quentes

O atendimento é excepcional, a garçonete nos ajudou a escolher os pratos, quantidades (perguntamos se era suficiente o que tínhamos pedido e ela disse que sim, sugeriu até que trocássemos uma entrada fria – que já tinha muitas – por uma quente!), troca de ingredientes (camarão por peixe branco), e etc.

Depois, nos jogamos nos sushis e sashimis. Cada peça de sushi custava entre 6 e 7 dólares, e as porções com seis peças custa em média 12.

nobu-sushis

De sobremesa, pedimos uma Bento Box (a sobremesa mais famosa deles), que vem um brownie com sorvete de chá verde, um Kuri Hot Chocolate (ganache com pedaços de cookies, calda de chocolate quente e sorvete de canela), um Chocolate Hazelnut Soba-Cha (mousse de chocolate ao leite, “esponja” de avelã com cacau, e sorvete Caramel Soba-Cha) e uma Banana Soy Toban (banana caramelizada com noz pecan e sorvete de Magala – não sei o que é isso!).

nobu-sobremesa

Pra mim, o restaurante é point, mas não vale o valor salgado que cobra. Achei bom, mas nada de especial. Meu marido, por outro lado, amou e disse que é um dos melhores restaurantes de comida japonesa que experimentou.

Endereço: 40 W 57th Street (entre a 5th e 6th Avenue).

Como Chegar: De metro, pela linha F (estação 57St), ou pelas linhas N, R e Q (estação 5av/59St). De ônibus pelo M5, M31 e M57.



Dica de Outlet em NYC: Jersey Garden

From NYC

Não tem como vir a NYC e não pensar em compras, não é mesmo? Tanto que um dos grandes passeios é ir para um outlet. E como escolher qual outlet visitar (e comprar muito!)? Aqui em NYC existem dois que são os mais conhecidos: o Woodbury e o Jersey Garden.

Ainda farei um post completo sobre o Woodbury, mas resumidamente ele é do grupo Outlet Premium, é a céu aberto e tem uma gama de lojas incríveis, porém um pouco mais caras. A taxa lá é a mesma de NY, 8,875%.

Já o Jersey Garden é o assunto deste post, onde vou mostrar tudo sobre ele para vocês. O primeiro grande ponto positivo dele é que ele é fechado – no calor você tem ar condicionado para não derreter, e no frio calefação para não congelar!

jersey-garden

O segundo ponto positivo é que lá não há taxas sobre as compras – nenhuma! Não sei porque, mas eu conferi TODAS as notas, de todas as lojas que compramos, e nenhuma aplica taxa sobre a compra! E mix de lojas é ótimo (terceiro ponto positivo), com lojas âncoras, como Forever XXI, Neiman Marcus Last Call, Saks Fifth Avenue, Marshalls e Bed, Bath & Beyond.

jersey-garden-lojas

Tem muita loja para crianças (Carters, Toys’R’us, Disney Store, The Children’s Place, Kids Footlocker, Kidstown, entre outras!), e até para gestantes, a Motherhood Maternity Outlet.

Minhas preferidas de lá são: Forever XXI, H&M, Banana Republic, Cachè, Claire’s, Coach, Disney Store, Victoria’s Secrets, Levi’s, Michael Kors e Alana’s Beauty Supply. Na Allana’s Beauty Supply onde você acha OPI, Essie, Bed Head, Paul Mitchel, Redken, ChinaGlaze, Maybelline, entre outras marcas, com pequenos descontos – não são MEGA descontos não, mas vale a pena visitar, as vezes eles tem umas promoções no dia (como vocês podem ver no papel anunciando a promoção do dia, na foto abaixo, bem tosco!).

allanas-beauty-supply-jersey-garden

Se você ainda não se convenceu com estas vantagens, tem mais uma: o acesso é muito fácil. Você não precisa depender de vans para turistas (que cobram uma fortuna!) para chegar, tem um ônibus que sai de Port Autority Bus Terminal (terminal de ônibus de Manhattan) e pára na porta do outlet. Por 11 dolares ida e volta.

Como chegar: As linhas A, C e E do metro chegam direto ao Port Autority Bus Terminal, é só descer na estação 42 St- Port Autority. De lá, é ir na bilheteria (cabines de 1 a 10) e comprar uma passagem de ida e volta para o Jersey Garden, que é o ônibus número 111. Aí é só se encaminhar para o ônibus, que sai diversas vezes por hora para lá. Para ficar mais fácil e se programar, é só clicar aqui.

Dica 1: programe-se de sair para pegar o ônibus pelo menos uma hora e meia antes da saída do último ônibus, para não correr risco de sobrelotação e você não caber!! Geralmente rola uma fila na volta, e pode levar uns 2 ou 3 onibus antes de você conseguir subir, mas não leva mais do que 30 minutos. Como um taxi de NJ de volta para a cidade ficaria caríssimo, a solução é ir com paciência e esperar na fila. Abaixo, divido com vocês o tamanho da fila que eu peguei na ultima vez que fui, era final de ano, época mais movimentada do ano, e esperamos meia hora pelo ônibus, e subimos no terceiro.

jersey-garden-fila

Dica 2: leve uma mala. Por mais maluco ou bizarro que isso possa parecer, é muito mais pratico. Ao invés de você carregar as sacolas, vai arrastando tudo em uma mala com rodinhas. E o ônibus tem porta mala, então não tem problema nenhum levar! Eles inclusive estão acostumados.

Dica 3: na chegada, pare no Concierge, mostre seu passaporte (ou sua carteira de motorista brasileira), e você vai ganhar um caderno com descontos – em ordem alfabética estão os descontos de cada uma das lojas que participam (não são todas). Tem uma filinha (todos os turistas do ônibus pára para pegar um!), mas não demora nem 5 minutos.

jersey-garden-concierge

Dica 4: reserve um dia inteiro para ir neste outlet, que é imenso. Saia de manhã cedo, para poder entrar em todas as lojas sem muita pressa. A praça de alimentação é bem grande, tem diversas opções e mesmo quando está cheio tem mesa vaga.

jersey-garden-praca-de-alimentacao

Dica 5: Se você planeja comprar coisas, planeje sua ida ao outlet no começo da viagem, assim você procura as coisas da sua lista primeiro no outlet, e se não encontrar, tem o resto da viagem para procurar em lojas convencionais.

Parada mais do que obrigatória para quem vem fazer compras. É o meu preferido.



Restaurante em NYC: Fig & Olive

From NYC

O Fig & Olive é uma rede de restaurante (3 unidades em NYC) de comida mediterrânea, que tem especialidade em azeites – a recepção do restaurante é um ambiente cheio de nichos com azeites de oliva de diversos tipos para compra. Ele é relativamente novo, o primeiro deles abriu em 2005.

fig-olive-recepcao

O atendimento é excepcional, com garçons que sabem responder todas as suas perguntas e sempre de forma educada e cortês. O ambiente é lindíssimo, iluminado, elegante e cheio de detalhes.

fig-olive-ambiente

O restaurante é tao modinha que até apareceu em Gossip Girl, no episódio “Crazy, Cupid, Love” (episódio 15 da 5ª temporada), onde Serena e Dan se encontram “por acaso”, encontro este armado pela nossa amada Blair Waldorf (que aparece com Dorota espiando o casal!).

gossip-girl

A apresentação dos pratos é um show à parte, sempre feito com muito cuidado e muito apetitosos. O couvert deles é um pãozinho com alecrim servido com 3 tipos de azeite para você degustar (que são vendidos na recepção!).

fig-olive-couvert

Almoçamos lá num dia de semana, mas na época de final de ano. O preço do menu fechado (uma entrada, um prato e uma sobremesa) saiu $28 por pessoa, e pela qualidade da comida achei o preço bem justo. Estávamos em 8 pessoas, então tem bastante foto com opções!

De entradinha, antes de nossas entradas individuais, pedimos uma porção de 6 crostinis, de sabores diversos (na ordem da foto de frente para trás): 1 de Vegetais grelhados com ricota e azeite de oliva Tanape, 2 de queijo de cabra com cebola caramelizada e cebolinha (IN-CRÍ-VEL!), 1 de queijo Manchego, figo e amêndoa, 1 de 3 tipos de cogumelos, alcachofra, cebolinha e parmesão, e 1 de burrata com tomate e pesto.

fig-olive-crostini

Para beber, eu pedi um drink chamado 10 Cane Raspberry Mojito e o Dan pediu um Fig&Olive Dry Martini (com vários tipos de azeitona e acho que tinha um pouco de azeite de oliva! Eca!).

fig-olive-drinks

As entradas que pedimos são: Fig&Olive Salad, Truffle Muschroon Croquett (um croquete de cogumelos com sabor de trufa incrível!), Beef Carpaccio, e Provencal Carrot&Thyme Soup.

fig-olive-entradas

Os pratos principais foram: Salmon Tartar e Penne Funghi Truffado! Não rolou muita diversidade, a mesa se dividiu e pedimos só estes dois pratos – que foram elogiadíssimos por todos!

fig-olive-pratos

E as sobremesas: Dessert Crostini e Chocolate Pot de Crème.

fig-olive-sobremesa

No jantar, o menu de preço fixo é $45, e aos sábados e domingos, o Fig & Olive oferece o menu de preço fixo de Brunch por US$38, que inclui 4 pratos (crostini, entrada, prato principal e sobremesa).

No dia que eu fui estava vazio, mas costuma lotar, então vale a pena fazer reserva (pode ser direto com eles, ou pelo OpenTable). Eu fui na unidade do Meatpeacking District, mas eles possuem mais duas unidades, uma na 52nd St (altura da 5th Av) e um na Lexington Avenue (entre a 62nd e 63rd St). Ah, e o cardápio dos três restaurantes são iguais.

Endereço:  420 West 13th Street (entre a 9th Av. e a Washington St.)

Como Chegar: De metro, pela linha L (estação 8 Av), pelas linhas A, C ou E (na estação 14th) ou de ônibus pela linha M11, M12, M14A e M14D.



Dica de loja em NYC: Kenig+Alcone

From NYC

Na semana passada fui conhecer a loja Kenig+Alcone, parada obrigatória para as beauty addicts (viciadas em beleza) que vierem a NYC. A loja foi fundada por Ricky Kenig, o antigo dono e fundador da Ricky’s, loja que tanto amamos, e pelo Vincent Mallard, dono da Alcone, uma loja para maquiadores profissionais (que eu pretendo conhecer em breve!). Por isso o nome Kenig+Alcone. A loja inaugurou em março de 2014, e com menos de um ano já está fazendo sucesso.

kenig-alcone-fachada

São dois andares. O andar de baixo é todo dedicado a produtos para cabelos: cremes, shampoos, condicionadores, mascaras de marcas como Lóreal Professionals, Batiste, MorrocanOil, Redken, Joico e Aussie; escovas dos mais diversos tipos, tamanhos e modelos; perucas e apliques; mil elásticos, grampos e outros acessórios da marca própria da loja; e secadores, chapinhas e babyliss!

kenig-alcone-cabelos

Já no andar de cima, a maquiagem toma conta, e você encontra cílios postiços, maquiagens de marcas pouco fáceis de encontrar (Inglot, Temptu, Bodyography, Veil Cosmetics), esponjas como a beauty blender original e uma desenvolvida pela própria loja, e muitos acessórios ideais para maquiadores (da marca própria da loja), como escovas de máscara para cílios descartáveis – mas de muitos modelos, não só o convencional…

kenig-alcone-maquiagem

Hoje você não consegue ouvir falar da loja sem ouvir a marca Sigma. Pois é! A Kenig+Alcone é o lugar para encontrar Sigma em Nova York, já que é a ÚNICA loja que vende Sigma, assim, no “balcão”. E o melhor, eles têm os lançamentos ao mesmo tempo que o site da marca – visitei semana passada, quando tinha sido lançado aquele tapete de limpar pincéis, o Brush Cleansing Mat; enquanto no site estava esgotado, eu comprei o meu na loja e ainda tinha algumas unidades! Feliz!

kenig-alcone-sigma

O Ricky estava lá na loja e me contou todo o conceito, e foi super atencioso. Abaixo, tem uma foto minha com ele e minhas comprinhas – que também fotografei para vocês! Depois faço resenha dos produtos!

kenig-alcone-comprinhas

E eles ainda tem uma promoção por dia lá no instagram deles. Para seguir e acompanhar as novidades, o profile é @kenialcone. Quando estiverem em NY, não deixem de visitar, é uma loja única.

Endereço: 538 Avenue of the Americas (entre a 14th e 15th Street).

Como chegar: De metro, pelas linhas F e M (estação 14St), pelas linhas 1,2 e 3 (estação 14St); de ônibus, pelas linhas M5, M7, M14A e M14D.

UPDATE: Infelizmente a loja fechou! 🙁



Restaurante em NYC: Da Nico em Little Italy

From NYC

Um dos passeios mais conhecidos em NYC é ir visitar a Little Italy, um bairro de Manhattan conhecido por suas lojas e restaurantes italianos, que fica na Mulberry Street entre a Broome St e a Canal Street – pertíssimo de Chinatown e do Soho. Little Italy tem diminuído aos poucos, ao passo que Chinatown vem crescendo e tomando seu lugar.

little-italy

Se você está pensando em visitar Little Italy, anota um dos restaurantes mais famosos do bairro, o Da Nico. Ele tem um espaço bem gostoso à ceu aberto na parte interna (fecha no inverno) e mais um andar. É bem grande e a espera não costuma ser das maiores.

da-nico

Ele é bem italiano, e a comida é boa, mas o restaurante meio turístico demais. Eu fui quando estávamos com a família no final do ano, então tem diversos pratos aqui para mostrar. Eles são bem gostosos, mas a apresentação é simples.

da-nico-pratos

Eu comi o Ravioli Della Casa Cheese, e achei muito gostoso. Pelo preço de cada um dos pratos, achei bem digno, e voltarei com certeza, mas acho que no verão, para curtir o jardim interno que é lindo e muito charmoso!

Endereço: 164 Mulberry Street (entre a Grand St. e Broome St).

Como Chegar: De metro, na estação Canal St pelas linhas (6,N,R,Q,J,Z), pela estação Grand St das linhas B e D, e pela estação Spring St da linha 6. De ônibus, as linhas mais próximas são M5 e M103.



Dica de Loja em NYC: Crown Brush

From NYC

A Crown Brush inaugurou sua primeira loja física aqui em NYC, no sábado passado. Eu fui lá conferir para mostrar em primeira mão para vocês esta novidade. Já falei pra vocês sobre a marca no post em que contei tudo sobre o The Makeup Show, e no vídeo sobre minhas comprinhas no Black Friday e no The Make Up Show.

at-crown-brush-1

Pra quem não conhece ainda, vale a pena ler e conhecer, porque além de serem de alta qualidade, o preço é ótimo! Vamos lá?

A Crown Brush é reconhecida na indústria de beleza mundial por ser uma marca especializada em pincéis com uma história de mais de 30 anos, e com produtos entregues em mais de 80 países pelo mundo. Os produtos são 100% vegan friendly (não utilizam nenhuma matéria animal), hipoalergênicos e feitos com cerdas naturais.

crown-brushes

Como vocês podem ver, a loja é clean, mega organizada e tem o nome do pincel (que é para o que ele serve) e o preço em cada uma das “canecas”em que os pincéis estão. A marca, além dos conhecidíssimos pincéis, hoje conta com paletas de sombras e outros itens de maquiagem. Eles se inspiraram na Naked e lançaram três paletas em tons nudes, como vocês podem ver na última foto abaixo.

crown-makeup

Eu comprei vários pincéis, e vou fazer resenha em breve comparando eles com os da MAC e os da Coastal Scents que eu tenho aqui! Posso adiantar que eu estou amando os pincéis que já testei da Crown, e mais ainda os preços deles.

Diferente da Coastal Scents (que eu adoro!), eles nunca ficam fora de estoque e a variedade é imensa. A marca entrega no Brasil com código de rastreio, mas não se responsabiliza por possíveis extravios. Quem vier a NYC, não deixe de conferir a loja, que é de pirar com todas as opções!

Endereço: 134 9th Avenue (entre a 18th St e a 19th St). – A loja fica dentro de um salão de NYC, chamado Matesse NYC (que vende muitos produtos como L’oreal Professionals, Essie, MorrocanOil, etc).

Como Chegar: todos os metros são meio longes, mas as opções são as seguintes: estação 14th St das linhas A, C e E (6 minutos) e a estação 18th St da linha 1 (7 minutos). De ônibus, as linhas M11, M12, M14A e M14D chegam quase na frente da loja.



Dica de Restaurante em NYC: TAO

From NYC

Hoje a dica é de um restaurante, que na verdade, é mais que um restaurante – é na verdade uma experiência gastronômica asiática em plena NYC. O TAO é um dos restaurantes maiores e mais populares restaurantes de Manhattan, e foi criado para oferecer uma experiência aos clientes, não apenas uma refeição.

tao-uptown

Inaugurado em 2000, o TAO dá um show de arquitetura e ambientação – seu pé direito é imenso, e bem no centro do restaurante está a estátua de um Buda com mais de 15 metros de altura que “flutua” em cima de uma piscina com carpas japonesas, pode ser visto de qualquer ponto do restaurante. Além dele, o restaurante conta com diversos artefatos da China, Japão e Tailândia para decorar o ambiente.

tao-ambiente

Não vai dar tempo de jantar lá, não conseguiu fazer reserva ou não quer gastar muito? Logo na entrada do TAO tem um charmoso bar, que acomoda as pessoas que estão esperando mesa ou alguém, e você pode sentar no bar ou nos sofás, para pedir um drink (eles têm uns drinks super diferentes – adoro o Peach Cosmopolitan!) e comer algumas entradinhas! Lá a música é mais alta do que dentro do restaurante, mas vale a pena!

tao-bar

Estávamos em oito pessoas, e ao invés de cada um pedir um prato, resolvemos pedir algumas porções de entrada e vários pratos, pra provar um pouco de cada coisa! Eu amei as entradas – o tempurá de cebola é simplesmente o melhor que eu já comi na vida, e o rolinho primavera uma delícia.

tao-entradas-appetizers

De comida, inicialmente ia comer o Pad Thai Noodle, mas ele era muito apimentado (pra mim que não gosto de pimenta, o resto da mesa adorou!) e foquei no Vegetable Fried Brown Rice, que estava uma delícia!

tao-pratos-entree

Para fechar a noite, pedimos um menu degustação de sobremesa – um prato enorme que vem com um pouco de cada sobremesa da casa, da esquerda para direita (na foto abaixo!): Crispy Fuji Apple Blossoms com sorvete de chocolate, Chocolate Spring Rolls, molho de maracujá, Giant Fortune Cookie recheado com mousse de chocolate preto e branco, frutas da estação e sorbets.

tao-sobremesas-desserts

Para quem está achando pouco, o TAO é freqüentado por celebridades como Nicole Kidman, Tom Cruise, Beyonce e Jay-Z, Britney Spears, Madonna, Paris Hilton, etc… e já apareceu em Sex and the City, no episódio Defining Moments, onde Carrie e Mr. Big são só amigos, e eles se encontram sem querer no restaurante, enquanto Carrie está acompanhada do músico de Jazz e Mr. Big de uma Super Model. Carrie cita a abertura do restaurante, nos 20 minutos do episódio.

tao-sex-and-the-ity

Apesar de ser imenso, o restaurante está sempre lotado, então faça reserva (ou pelo telefone ou pelo OpenTable). Ele funciona no almoço e no jantar – eu acho que vale a pena jantar, que tem um ambiente muito legal!

São dois restaurantes em NYC, um que fica em Downtown (92 9th Avenue), e outro em Uptown, que é o que eu fui, e o endereço e como chegar estão abaixo.

Endereço: 42 East 58th St (entre a Madison Ave e 5Th Ave, perto do Central Park).

Como chegar: De metro, pelas linhas 4,5 ou 6 na estação 59th St; e nas linhas N,R e Q na estação Lexington Av/59 St. De ônibus, pelas linhas M1, M2, M3 e M4, M31 e M57.



Página 10 de 1589101112